fbpx

1 Pedro 1.1.

“PEDRO, apóstolo de Jesus Cristo, aos estrangeiros dispersos no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia”.

Os fatos ocorridos em Jerusalém não tinham sido esquecidos por Pedro:

a) Lembrava-se de uma igreja que nascera e que crescia no calor do Pentecostes; 
b) Com certeza rememorava seu discurso, em que quase 3 mil almas vieram a Cristo; 

c) Tinha na mente a comunidade de bens entre os primeiros cristãos onde (At 4.32): “E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns”;
d) Quando na igreja ocorrera o primeiro problema de ordem social, acontecera a separação dos Diáconos;
e) Não podia esquecer a morte de Estevão e que com ela, ocorrera a primeira perseguição e Dispersão da igreja.

Todos estes elementos supra elencados, estavam nítidos na mente de Pedro. Agora não mais na condição de um apologista, mas de um verdadeiro Apóstolo, um representante de Cristo que após minuciosa investigação descobrira onde estava espalhado o povo que um dia havia ganho pra Jesus, considerava-se responsável por ele. Sabiam que Cristo os salvara, mas precisavam conhecer mais da salvação que abraçaram no Pentecoste, não lhes bastava ser pentecostais, falar em línguas e profetizarem, mas precisavam conhecer os verdadeiros tesouros de Cristo e por essa razão escreve-lhes essa carta. E diga-se de passagem, uma das mais belas epístolas, com uma estrutura teológica de deixar qualquer erudito embarbascado, até porque é oriunda do Espírito Santo. Não escrevera apenas por ter apenas um sentimento pela igreja, mas porque o Espírito de Cristo o inquietara e lhe inspirara. O Espírito do Senhor ditara cada ponto, cada vírgula, cada palavra, cada frase, cada pensamento e cada texto, em suma, uma obra do Espírito do Eterno. Eis a razão desta carta!

Meus companheiros de Reino em Cristo, não nos basta ganhar as almas para Cristo, é necessário ensinar-lhes a PALAVRA. Ensine, quer ouçam, quer deixem de ouvir.

 

Vicente Paula Leite

facebook.com/vicentepaulaleite